Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico, Fornecimento e Distribuição de Medicamentos

Bahiafarma vence concorrência para fornecer medicamento contra rejeição de transplantes para o SUS

29 de março de 2018
IMG_1510(2)2

Laboratório baiano passará a fabricar e distribuir Micofenolato de Sódio para a rede pública de saúde do País

A Bahiafarma vai passar a produzir para fornecer para o Sistema Único de Sáude (SUS) o medicamento Micofenolato de Sódio. Utilizado para combater rejeição em transplantes, o Micofenolato de Sódio é um medicamento de alto valor agregado, que até agora era distribuído no Brasil com exclusividade por um laboratório farmacêutico internacional.

A decisão do Ministério da Saúde, publicada pelo Diário Oficial da União, foi tomada após a análise de projetos de produção de vários laboratórios, Com a produção nacional, por parte da Bahiafarma, além da incorporação de tecnologia, existe a perspectiva, por parte do Ministério da Saúde, de que o custo com a aquisição do medicamento seja reduzido.

O Micofenolato de Sódio passa a ser o terceiro medicamento da Bahiafarma a ser incorporado pelo SUS, junto com o Cloridrato de Sevelâmer, indicado para pacientes com doença renal crônica, e a Cabergolina, receitado para mulheres com disfunções hormonais. Assim como os dois últimos, o Micofenolato de Sódio será produzido pela Bahiafarma em regime de Parceria para o Desenvolvimento Produtivo (PDP) com o laboratório Cristália.

“A incorporação da produção do Micofenolato de Sódio pela Bahiafarma é um avanço tanto para a indústria farmacêutica nacional quanto para o Ministério da Saúde”, afirma o diretor-presidente da Bahiafarma. “Trata-se de mais um medicamento de alto valor agregado que o Brasil passa a ser capaz de produzir, o que contribui para o desenvolvimento do setor como um todo, bem como para a redução de seu custo de aquisição, por parte do ministério.”

Voltar